A mudança pode cambalear, mas nunca parar

Duvido que exista fórmula para um equilíbrio permanente entre a condição humana e a natureza. E também não acredito em uma sociedade perfeita. Mas, acredito em comunidades autônomas, excluídas do atual modelo econômico, educativo, religioso, social e político. Composta por indivíduos inquietos, que dão vida e que se alimentam das sementes lançadas por pensadores, artistas e cientistas, que, dentro de suas respectivas áreas, têm impulsionado uma nova perspectiva sobre a convivência humana, rompendo padrões. Contradizendo o homem-predador dos nossos dias. A mudança está em processo e a multiplicação de seus movimentos leva a consciência a mais pessoas, a mais regiões. A mudança pode tropeçar, mas nunca para. E eu me juntei a ela.